POSTS ANTIGOS: LAVRADIO

Passos largos saindo do metrô no Largo do Machado, ainda tinha que deixar um jogo de cópias da partida da Nova Zelândia contra a França na casa de um amigo de equipe, o mesmo pusta com quem vivia toda quinta feira a se embriagar em um bar de motociclistas na Pinheiro Guimarães. tendo combinado deixar toda tralha com o porteiro, volta para a rua do Catete, já meio suado, cabelo ainda molhado, torcendo por um táxi com ar condicionado. eis que lhe pára um, feliz e faceiro, carro amarelo. um senhor careca, barrigudo como só, com os óculos na testa sorri e mal dá tempo de dizer um simples boa noite:
– Meu amigo, Rua do Lavradio, por favor?
– (risos) Se eu contar uma coisa para o senhor tu não acredita…
não acreditaria mesmo, afinal de contas eu parto do princípio que se não me contaram nunca aconteceu, ou até que mais de duas pessoas confirmem!
– Não acredito mesmo. Fala!
– Acabei de deixar duas gostosas no 23.
pronto, lá vem história de mulher se pegando no banco de trás e taxista ficando doido no voltante…
– Mangue Seco (é o nome do bar)?
– Ali mesmo.
– Ok, conta mais.
– Uma morava ali perto do Fluminense, ali, acho que Soares Cabral.
– (!!!! pensei será uma amiga minha tricolor?!?!?!)
– Outra de vermelho, uns seios fartos, linda que só. Ela até brilhava. Uma belezura.
– Sei, sei…
– Cara, eu até fiz um outro caminho e a outra gostosa elogiou me raciocínio.
– (tipo, eram tão gostosas que ele conseguia até pensar…)
– Mas rapaz, se eu vir essas meninas ali na porta, não sei não…
– Eu provavelmente vou ver, mas só vou poder olhar, patroa é brava.
– Ih, será que eu não tô falando da tua mulher?
– Nem, sem chance, a minha saiu do Centro para lá. Bem longe de Laranjeiras.
– Cara, vai que eu tô falando que tua mulher é gostosa…
– Já imaginou se eu me enfezar de todo mundo que acha minha mulher gostosa?
– É verdade, meu amigo. É verdade.
– Mas as duas eram tricolores…
– A minha é flamenguista.
– E você?
– Sou vascaíno.
– Pô rapaz, que surra aquela no Botafogo, hein?
e daí até chegar no bar ficamos a falar de futebol, Flamengo caindo, bicha, puta, porra, cu, boceta e todo aquele papo que só mesmo num dia de chuva a gente pode ter com um taxista. chegando no bar, pago ao distinto profissional liberal e subo as escadas para o aniversário da amiga, com quem há muitos anos nunca consigo estar. qual foi a minha surpresa ver minhas amigas tricolores, uma de vermelho e a outra de preto, ali, como quem acabara de chegar.
– Por acaso vocês vieram juntas?
– Sim, vim com a C.
– Ali de Laranjeiras?
– Sim, por que?
– Garçom!

Um pensamento sobre “POSTS ANTIGOS: LAVRADIO

  1. Se bem que eu lembrei a pouco que este texto não é do @laversveiler mas é meu mesmo. Nossos gênios se confundem.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s