QUEM É CARLOS SENRA?

A cerca de uns dois meses atrás alguém muito bem conceituado e juramentado nas implicações do nome na boca de Matilde me ameaçou por conta do texto abaixo. Alegava que eu denegria a índole de familiares e coisa parecida, até o neto recém nascido colocou no meio. Engraçado que foi o “adEvogado” (#Paretofeelings) ficou tão preocupado com sua integridade que não se deu ao trabalho de interpretar o que realmente estava sendo discutido ali, tipo, algo totalmente pessoal onde de fato havia ocorrido com este miserável aqui que vos fala.
Que fique bem claro, pela amor de Deus, o texto abaixo diz respeito a minha pessoa, não estou julgando ninguém que por acaso possui o mesmo nome que eu – lembram a história do Bráulio?

Meados de 1900 e alguma coisa, trabalhava este humilde ser numa agência de propaganda que infelizmente não existe mais. Aconteceu comigo, que fique bem claro. Entendeu o quer que eu desenhe?

– Porra André, meu nome não está na lista de ramais!
– Está sim, Guto, olha lá.
– Onde?
– Depois de Benny.
– Carlos Senra?
– Não é seu nome Guto?
– Não, na verdade é Carlos Augusto meu nome.
– Ah, e o Senra?
– É do meu pai. E ainda tem um Alexandre.
– Caralho Guto!
– Caralho digo eu, por que não colocou Guto?
– …
Diante da genialidade do supervisor de informática da minha empresa, me vi obrigado a fazer um pequeno esclarecimento para o pessoal, via email, mais ou menos assim:

“Carlos Senra. Perigoso bandoleiro, outrora fora cúmplice de Lampião, escapando do flagelo da degola, com Che guevara e outros irmãos latinos, fez parte da resistência contra o sistema, onde anos mais tarde veio a fazer parte da gangue de motoqueiros, que apavorou todo continente com suas brigas, badernas, garrafas de cerveja voando pelo salão e mocinhas molestadas por toda sua trupe.
Fugiu do regime militar, e de todos os outros, ostentando agora fartos três dígitos na balança. Dizem que costuma atuar nos arredores da Lapa, Catete, alguns bares de Botafogo e tem se esquivado no bairro Peixoto. Diz-se até, fora visto caminhando do Humaitá em direção ao Jardim Botânico, onde supõe-se trabalhar em uma agência de propaganda, fato logo desmentido por autoridades locais, pois ninguém conhecia esta alcunha.
Apesar das semelhanças, este destemido revolucionário do movimento do copo de cerveja em direção à goela não é, e nem pode, em momento algum ser confundido com a minha pessoa, uma vez que nem mesmo, aos meus distintos parentes também não o reconhecem como parte da mesma prole, que provém de bucaneiros espanhóis, imperadores romanos e um simpático senhor proveniente de Bicas, cidade pacata do interior de Minas Gerais.
Portanto, peço encarecidamente aos amigos desta empresa vital de não se confundirem a despeito da credibilidade deste que vos fala, pois Carlos Senra nunca foi e nem tão pouco será admitido com algum parentesco ou semelhança ao Guto, personagem folclórico e já conhecido de outros carnavais.

Obrigado pela sua atenção

Guto”

Grande Eliseu Drumond da Telerj.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s