acreditegu2

A MERDA DE SER GORDO

Foto meramente ilustrativa

Uma das merdas de ser gordo, digo, levemente fora do peso em processo de emagrecimento ou em regime, são as privações que temos de fazer em prol da boa forma. É praticamente impossível resistir aos cheiros, a única coisa a se consumir sem culpa, mas ruim mesmo é ver aquela empadinha, uma fatia de pizza te olhando de rabo de olho, um kibe safado ali, maldito pastel que de longe se vê como é crocante e suculento e mais um monte de coisa gostosa que não posso comer.No caminho para o trabalho é uma pista de testes. Acorda abre a geladeira vê aquele lombinho de ontem, gelado mesmo dando sopa. Esquece, toma o suco de leite de soja de maçã e dá-se por satisfeito, apesar do estômago roncar e gritar: joga comida aqui porra! Mas resisto bravamente para a próxima etapa da manhã, passar na frente da padaria e do paraíba na esquina de casa que só vende tudo com queijo em cima. Passos largos, atravesso veloz e sem olhar para traz, porque na atual conjuntura, da padaria nada se leva, do paraíba então nem se fala.

Milagrosamente chega no trabalho sem nenhuma coxinha, pastelzinho ou pão de queijo. Felizmente na copa do escritório só tem café e água, nem adianta assaltar comida do colega porque dá briga e justa causa.

O almoço no self service é comedido, tem que cravar qualquer coisa menos que 500kg, e em raras ocasiões ter o prazer do feijão ao prato. Feijão é muito bom, bom para diabo! Eu comeria feijão com pimenta e pão a vida inteira. E justo isso, pão, feijão, farinha, batata frita, kibe e empada são justamente os maiores pecados que este gordo aqui andava cometendo. Embora a dieta não seja suficiete para resolver o problema já ajuda um bocado de manhã quando vou entrar nas calças, as malditas calças rasgadas no fundo onde a coxa roça com a outra coxa. Pão duro feito só, mando logo remendar, tipo “a calça tá novinha, vou jogar fora só porque na parte onde fica os bago tá poído?”. Nem fudendo, né verdade?

Sim, claro que continuo bebendo. Era só o que faltava, daqui a pouco nem trepar eu fodia, digo, podia mais! Mas ao contrário do sexo, que em demasia não faz mal algum, beber nem tanto, resumo a uma e no máximo duas vezes por semana. Latinhas e mais latinhas transbordavam todos os dias a lixeira lá de casa. E mais, beber até cair só em datas festivas e anos bissextos! Se morrer parente vale também, mas como não enterrar ninguém para arranjar pretexto vou me segurado, porque no ritmo em que eu ia o próximo defunto ia ser justamente eu.

É duro, difícil, quase impossível, mas tem que cuidar. Não para ficar “tanquinho”, bonitão ou coisa parecida, mas pela saúde mesmo. Não, não. Está tudo bem, claro, ainda sou muito novo para ter aquele monte de doenças e complicações da obesidade e sedentarismo, mas alguns sintomas já davam sinais de que ou continuava até encontrar Jesus ou dava um jeito antes dos trinta. Criar vergonha na cara, mesmo acreditanto que ser gordo não é vergonha nem sinal de apatia, meus melhores amigos são gordos e muito viris, felizes da vida, mesmo que alguns não enxerguem a cabeça do pau.

Daqui em diante, por um bom tempo, sem pressa, mas persistente, muita coisa irá mudar.

Sinal de ocupado do outro lado da linha, de repente estamos pensando…

6 pensamentos sobre “A MERDA DE SER GORDO

  1. Sinto-me como se estivesse lendo um post antigo escrito por mim mesmo. Cara, emagrecer é uma merda, e claro, como sabe, traz benefícios 1000. É difícil pra caralho, e só sabe de verdade como é isso quem já foi/é obeso pra caralho. Barriguinha só de chopp não conta, num fode.

    Não precisa ficar sarado naum, até pq ficar escravo dessas porras, é pedir pra virar um mala-sem-alça-de-academia, que sai e ao invés de pedir um chopp, pede a porra de um copo d´água. Sifudê, né?

    Posso dizer q o primeiro passo realmente é querer. Mas digo como quem passou muito por isso, que vais comer sim a porra do salgado do paraíba, vai cair em tentação, mas o bom é começar de novo, e tentar mais uma vez. Porque no dia que tocar o foda-se mesmo, só mesmo um guindaste nos levaria à um local de trabalho de pessoas normais…

  2. Gutin, saparada ae! Tu sabes o quanto torco por vc e sabes tb minha opiniao…fecho contigo e nao abro!
    Bj! Fuerza, hermano cabeludo!

  3. igualzinho ao discurso que eu dei no sábado, mas inclui a parte do branqueamento dental, dizendo que ia parar com o café e com o cigarro. bem bom. tomara que dê certo!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s