image

TENHO UM FILHO RUGBIER… AUTOR DESCONHECIDO

image

Sabe senhor? Eu tenho um filho Rugbier… Um belo dia ele apareceu em casa com essa novidade, a princípio tentei tirá-la de sua cabeça. Confesso que minha esposa e eu tínhamos um pouco de medo, nos parecia um esporte muito brusco e violento. Porém, com sua insistência, decidimos por fim, deixá-lo experimentar – EXPERIMENTAR apenas, com a esperança de que, como havia acontecido antes com tudo que ele havia começado, com o tempo se cansaria e acabaria por desistir..

Aí começou a coisa toda, quero dizer, começaram os treinos e em pouco tempo os jogos (compra chuteira, camisas, meias, etc.. etc..), para minha surpresa seu entusiasmo não decrescia, pelo contrário, aumentava com o tempo, até que um dia disse a minha esposa.. “Hoje tem jogo do time, vamos assistir.”

Sabe senhor, quando entraram, senti um nó na garganta ao vê-lo tão pequeno com seu uniforme em um campo tão grande. Quando nos viu, pareceu crescer. como se nos dissesse: Vejam!! Sou parte deste Clube.

Logo começou a partida… Ai Meus Deus! Que maus momentos passei… Todos se engalfinhavam pela bola e quando alguém a conseguia, logo tratavam de jogá-lo ao chão e começavam tudo de novo. Secretamente desejava que ele não a pegasse, mas pegou…. e o mundo se atirou em cima dele, – Quase entro em campo para salvá-lo – mas quando se passou a jogada, levantou-se e continuou correndo com todo entusiasmo até o fim da partida. E para meu assombro, cumprimentava e abraçava os jogadores adversários e assim todos iam deixando o campo, nesse momento, uma fraca luz se acendeu em minha cabeça, queria aprender mais sobre esse esporte que desconhecia, onde em um momento se trombam e se derrubam pela bola, mas que ao fim saem assim… rindo e comentando a partida..

Então comecei a assistir mais assiduamente, e passei a entendê-lo cada dia mais e a conhecer suas regras, até que um dia, durante uma partida (agora já me considerava um especialista), me pareceu que o Árbitro havia errado e ferido meu mais íntimo ser, como pai e torcedor, briguei, reclamei e até ofendi ao Árbitro. Me lembro como se fosse hoje: ele era um pouco maior que meu filho, e quando estava questionando sua conduta, avistei meu filho, que passava ao nosso lado com um garoto da equipe oponente, veja senhor… nem consigo descrever o sentimento de reprovação que vi em seus olhos e quando chegamos em casa, me explicou… “Veja papai – me disse – a nós é ensinado que o Rugby é um esporte de cavalheiros, em que tudo que se faz, se faz por amor ao esporte e nós acatamos e compartilhamos isso. E quando alguém erra, devemos aceitar sem discutir, porque nós também podemos errar e do mesmo modo será aceito.”

E logo após, agregou: ” Sabe, hoje o senhor me deixou mal ante meu companheiros e adversários, e para tratar de consertar seu erro, te peço um favor (a essa altura, achava que ia me pedir para que não voltasse a ver um jogo, mas não foi assim), peço papai que nos próximos 5 jogos faça o sacrifício de não dizer uma palavra nem contra nem a favor.”

E digo ao senhores, estava tão envergonhado que aceitei sem vacilar, e durante as 5 partidas enxerguei que erros podiam acontecer, mas na maioria das vezes o errado era eu e sem protestar, pude apenas apreciar as partidas e me dei conta que por trás de cada apito do Árbitro, há um ser humano, novo ou velho que tem algo em comum, seu amor pelo Rugby. E esse amor, essa dedicação, não merecem a afronta da dúvida.

Sabe de uma coisa, senhor” Essa lição, que sem intenção, meu filho me deu, é um dos tesouros mais preciosos, graças a ela, aprendi que todos podemos errar e que merecemos compreensão quando o fazemos honestamente. E até creio… Que a partir daí, melhorei algo… Aprendi a ver melhor a vida.”

* Carta de um pai, enviado a um jornal argentino.
* Tradução livre feita por algum Rugbier Brasil afora.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s