GARBAGE_NOT_KIND_OF_PEOPLE

GARBAGE, NOT KIND OF PEOPLE, SHIRLEY MASON SUA LINDA


Hoje não tem Black Sabbath mas tem uma banda que aprendi a gostar desde o primeiro disco. Com uma pegada completamente diferente do que de costume, a banda ainda não me surpreende, nem por algo ruim nem tão bom. É justa na medida certa e não perde o acorde. Mesmo depois de todos os discos já lançados ainda conserva um bocado da raiz e do talento de sua trupe. “Not Your Kind Of People” é um disco que flerta com o pop mais do que o “Version 2” flertou e nem por isso larga a mão dos arranjos mais próximos do rock que da aquela balada que caracteriza uma banda quando ela quer parecer comercial.

GARBAGE_NOT_KIND_OF_PEOPLE
Antes mesmo do Garbage existir, três de seus integrantes já carregavam nas costas uma boa bagagem. O excelente Butch Vig, baterista, foi produtor do Nevermind (Nirvana), Siamese Dream (Smashing Pumpkins) e Dirty (Sonic Youth). Steve Marker era produtor também, amigo de Vig desde os tempos de faculdade e trabalhava no Madison, Wisconsin, Smart Studios, e Duke Erikson. Tocou com Vig na banda Spooner.

Em 1993, os três se encontravam algumas vezes para trabalharem em remixes de U2, Nine Inch Nails e Depeche Mode. Depois de um tempo, eles começaram a compor juntos, gravando efeitos e dando ideias novas para um novo som. Um amigo de Butch, ao ouvir as demos do projeto, disse que aquela música parecia lixo, e foi aí que ele resolveu batizar seu projeto de Garbage (“lixo” em inglês”).

Embora todos eles tivessem experiência com música, nenhum queria assumir os vocais. Foi quando apareceu Shirley Mason, do Angelfish. Por volta de 1994, Steve Marker viu um clipe na MTV de “Suffocate Me”, da banda de Shirley. Resolveu chamar a moça para cantar algumas canções no Madison.

Não deu muito certo este primeiro teste e Shirley voltou para o Angelfish. Quando o grupo acabou, Manson resolveu testar de novo, e foi aceita. Já como nova vocalista do Garbage, começou a escrever letras e retrabalhar as músicas que Marker, Vig e Erikson já tinham composto. Depois de muitos ensaios e letras sendo re-escritas por Shirley, o repertório do primeiro álbum estava pronto. Após mandar demos anônimas para evitarem ser contratados só pelo passado de Vig, assinaram contrato com a Mushroom Records UK.

Mas o lançamento do disco demorou muito até chegar ao formato de um disco completo. A banda optou por lançar alguns singles de edições limitadas, sendo o primeiro dele da música “Vow”, que vinha numa caixa de metal. O sucesso do single levou a um contrato com a Almo Sounds nos EUA.

Shirley Mason, Version 2, segundo álgum da banda.

Shirley Mason, Version 2, segundo álgum da banda.

Em seguida, lançaram “Queer” e ganharam destaque na midia. Mas Butch Vig era quem ganhava mais atenção (pelo seu trabalho como produtor), o que logo foi substituído pelo carisma e a figura de Shirley Manson à frente da banda. O álbum de estréia veio logo em seguida e se chamaria apenas Garbage. No final de 1995 o disco foi imediatamente aclamado pela crítica e com os singles “Only Happy When It Rains“, “Stupid Girl” e “Milk” se tornaram a porta de entrada para o que estava por vir.

3 milhões de cópias vendidas, sendo 1 milhão apenas nos EUA, e uma turnê bem sucedida o Garbage resolveu dar um tempo para depois voltar em estúdio e começar as gravações de seu segundo álbum e nunca mais parou.

E a coisa não parou por aí. Shirley Manson contracenou com Lena Headey na série Sarah Connor Chronicles. Ela fazia um T-1001, um dos modelos mais avançados de exterminadores.

Abaixo algumas faixas de Not Kind Of People.

Bônus Track
Because the Night, Garbage & Screaming Females

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s