aham_jack_keep_on_and_live_as_yourself_beat (5)

BEAT POR JACK KEROUAC OU PORQUE O MOVIMENTO FOI E NÃO FOI MAIS ALÉM, TIPO REVOLUÇÃO DE SOFÁ

26831-ilyke.net-large-26831-KRzyK14

Continue esta explicação empolgante Guto!


O termo Beat, na definição do seu “criador”. Está em francês mas qualquer um consegue entender com as legendas em inglês. Além da aventura empreendida do interlocutor do movimento, o mérito desta geração, dada como perdida na época, era antes de mais nada atitude.

Mas hoje temos computadores, leitores digitais e resumos. Conheço poucas pessoas que têm o mesmo hábito que eu, escrever no papel. Ler é uma necessidade. Aplicar o que aprendemos na experiência de quem se deu ao trabalho de sentar na frente de uma folha de papel já são outros quinhentos. Milhas de distância entre o pensamento e a atitude.

Todo mundo tem opinião, algumas muito boas outras detestáveis. Não que você irá escrever uma obra, mas o hábito de ter algo no seu bolso para rascunhar uma ideia é extremamente saudável. Quantas vezes já não vimos isto acontecer:
– Vai colocar isso mesmo no seu perfil?
– Que se foda!

Então começa uma avalanche de gente que como você se preocupa com algo, ou só quer polemizar e criar uma atrito que não vai levar nada a lugar algum. Muitas vezes, felizmente eu tenho o prazer de ter pessoas com educação, de berço e escola, no meu círculo de amizades.
looping-2

O que não impede também de outros esclarecimentos extremamente contundentes em relação à ATITUDE…
941878_10151945648113849_987803341_n

É muito confortável discutir atitude aqui. Na realidade quero que alguém discorde desta ideia insana de que as pessoas precisam fazer alguma coisa. Não gastar seu dinheiro em qualquer coisa, lavar a louça, telefonar pro amigo doente, trabalhar duro, ser amável com a família, não roubar, sorrir e dar bom dia de vez em quando e sempre tomar banho antes de sair de casa. Não é pedir muito, é o mínimo. Daí a empreender sua energia em prol da política, social ou coisa parecida é um esforço maior, mas nada impossível.

“Atitude designa em psicologia a disposição ligada ao juízo de determinados objetos da percepção ou da imaginação – ou seja, a tendência de uma pessoa de julgar tais objetos como bons ou ruins, desejáveis ou indesejáveis. A atitude se diferencia da postura pelo maior grau de concretude dos objetos a que se refere – assim, o limite entre esses dois construtos não é claro. Como no caso das posturas, há grande dificuldade na busca de uma classificação abrangente de todas as atitudes possíveis, pois os objetos a que uma atitude se pode referir são muito heterogêneos e concretos.”

Infelizmente não tenho um dicionário a mão aqui para descrever melhor a palavra, mas acho que basta o que está no Wikipedia. Por outro lado convido aos que chegaram até aqui fazerem uma pequena reflexão empreendida ontem por dois amigos…
naoeporque
De vez em quando “vagabundos iluminados” trazem estes momentos. O exemplo é simplório. Este texto é simplório. Você está satisfeito? Nem eu.
aham_jack_keep_on_and_live_as_yourself_beat (3)

Obrigado pelas ideias Jack, mas eu vou ficar com minha própria filosofia pessoal, embora a sua ideia não seja nada má. E para quem gosta de citações, segue uma pífia parte da obra de Kerouac.
aham_jack_keep_on_and_live_as_yourself_beat (1)
aham_jack_keep_on_and_live_as_yourself_beat (2)
aham_jack_keep_on_and_live_as_yourself_beat (4)
aham_jack_keep_on_and_live_as_yourself_beat (5)

Bônus track, All The Way, New Order. Tenho escutado a discografia da banda desde ontem sem interrupções. Bom pra caralho.

It doesn’t take a genius To tell me what I am Or lecture me with poetry And tell me that I can I don’t remember What happened yesterday But I don’t give a damn about What all those people say
It takes years to find the nerve
To be apart from what you’ve done
To find the truth inside yourself
And not depend on anyone
It takes years to find the nerve
To be apart from what you’ve done
To find the truth inside yourself
And not depend on anyone

It don’t take no Houdini
To tell me what I am
Parasites and literasites
They’d burn me if they can
But I don’t give a damn about
What those people say
They pick you up and kick you out
They hurt you every day

It takes years to find the nerve
To be apart from what you’ve done
To find the truth inside yourself
And not depend on anyone
It takes years to find the nerve
To be apart from what you’ve done
To find the truth inside yourself
And not depend on anyone

It takes years to find the nerve
To be apart from what you’ve done
To find the truth inside yourself
And not depend on anyone
It takes years to find the nerve
To be apart from what you’ve done
To find the truth inside yourself
And not depend on anyone

A letra se enquadra perfeitamente neste post. Não?
210120135016
Um brinde à nossa ignorância e falta de opinião.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s